Marieta Severo conversou com Sarah Oliveira no programa Viva Voz, do canal pago GNT, que vai ao ar na noite de sexta-feira (02). Durante o papo, ela relembrou algumas histórias e contou um fato sobre o músico e compositor Chico Buarque, com quem foi casada por 30 anos.

A atriz disse que ouve música de vez em quando e revelou que adquiriu esse hábito durante seu antigo casamento: “A música em casa atrapalhava ele. Bom, por causa dele, (aprendi) a parar para ouvir música”.

Ela também aproveitou para elogiar sua amiga Andrea Beltrão, com quem tem o Teatro Poeira, no Rio de Janeiro: “É minha grande parceira! Eu nunca teria feito o Teatro sem ser com ela”.

A intérprete de Dona Nenê, da série da TV Globo, A Grande Família, contou sobre sua mania de guardar muitas coisas: “Morei um tempo em Roma e a Leila Diniz era a pessoa que mais me escrevia. Eu tinha montanhas de cartas dela, que eram crônicas do Rio de Janeiro, de tudo o que acontecia. Com nossos amigos, com todo mundo. Lindo!”.

Antes de retornar ao Brasil, Marieta decidiu jogar todas fora: “Depois disso, a Leila morreu. Hoje em dia, se você me escrever em um guardanapo de papel alguma coisa, eu vou guardar. Só de falar, me dá dor. Éramos jovens, todos eternos e pouco sentido histórico eu tinha para não ter guardado isso”.

Marieta Severo diz: "Por causa de Chico Buarque, aprendi a parar para ouvir música"

Sem mais artigos