A atriz Lindsay Lohan completa 28 anos nesta quarta-feira (02). Se a data já é difícil para todo mundo (período conhecido como Retorno de Saturno, época que antecede a chegada dos 30 anos), imagina para quem tem um histórico repleto de polêmicas como o da estrela de Hollywood?

Pensando em ajudar LiLo (apelido de Lindsay, assim como Linds), o Virgula Famosos listou dez conselhos para que o Retorno de Saturno de Linds seja marcado por uma volta por cima na sua carreira (cinematográfica, claro).

Dez conselhos para Lindsay Lohan se reerguer:

01. “Pó pará com o pó”. Simples assim. Menos, Lindsay, menos. (Entenda aqui).

02. Repense suas amizades. A gente sabe que Charlie Sheen é teu “parça”, mas talvez ele não seja uma boa influência para você agora. De mãos dadas, é mais fácil vocês dois se afundarem ainda mais do que se emergirem desse período agruras. (Entenda aqui).

03. Lady Di morreu e os paparazzi estão à solta. Então, vamos tentar não deixar a “lohan” à mostra, certo? (Entenda aqui).

04. Guarde seu álbum de figurinhas para si. Oquei, Linds, a gente sabe que você é linda e já deve ter dado uns amassos em tanto astro de Hollywood que dá para fazer uma trilogia inteira de Senhor dos Anéis (incluindo figurantes) só com os seus peguetes. No entanto, mesmo assim, divulgar a sua lista de Schindler por aí não é legal e você ainda corre o risco de ser desmentida. Fica chato, né. (Entenda aqui).

05. Use mais táxi. Linds, tu és “ryca”, fia. Tem bufunfa, grana, mango, micho, nota de conto, nota de responsa, dilmão-no-bolso, prata, tutu, tostão, baranga, cacau, merréis, pilas, vintém, níquel, dindim, cash, cascalho, faz-me-rir, aqué, money-grana. Então, vê se para de dirigir bêbada e faça a Angélica: Vá de táxi.  (Entenda aqui).

06. Cleptomania não é legal. A gente se lembra do que aconteceu em 2011 e roubar uma joalheria não é bacana, não é “muito loko”, nem doideira, nem foda. Não é tipo drogas que tem um movimento a favor da descriminalização. É tipo crime. E pena para crime não é reabilitação não gata, é xadrez. Então, já deu né? Obrigado.  (Entenda aqui).

07. Bronzeamento artificial? Não. Você tentou gata (a gente sabe, a gente viu), mas deu ruim, tipo “bad” mesmo. Tentar uma nova clínica estética? Não. Um método diferente? Não. Algo mais suave? Não. Apenas, não. (Entenda aqui).

08. Vamos fazer um (bom) filme. Que tal? Não um documentário sobre sua vida, mas um longa de ficção, desses que você acorda cedo, chega ao set de filmagem na hora (e sóbria), grava e tal. Oquei, sejamos honestos, você está tentando. The Canyons (2013) foi dirigido por Paul Schrader (roteirista de Taxi Driver, de 1976), e não obteve sucesso (além de você ter recebido um de seus cachês mais baixos), mas o caminho é esse, você é uma boa atriz, só falta um bom filme, né. Que tal uma produção que se passe durante o Holocausto, ou algo que te faça ficar bem feia como Charlize Theron em Monster (2003)?. “Keep walking”, Lindsay, “keep walking” (sem um copo de uísque na mão, de preferência). (Entenda aqui).

09. Um trabalho voluntário, uma ONG. Não adianta apenas chorar na Oprah Winfrey para se mostrar arrependida, tem que fazer um trabalho social (de livre e espontânea vontade, diga-se de passagem), algo que agregue valor (e não estamos falando de sexo no banheiro da balada). Cata um lixo na rua, cria uma ONG, adota um filho de um país que ninguém sabe onde fica (pensando bem, talvez uma criança seja muita responsabilidade), sei lá. Enfim, você entendeu a ideia, né?  (Entenda aqui).

10. O que os astros (os de verdade, não os de Hollywood) tem a dizer. “Os subterfúgios (a colocação, né) pareceriam ser a melhor atitude neste momento, mas você verá que o tempo mostrará o contrário (já mostrou, né gatinha). Porém, não é fácil se ater a suposições a respeito do futuro, tudo que acontece é complexo demais para isso”. Tirando o que está entre parênteses, isso é o que Oscar Quiroga escreveu aos cancerianos nesta quarta (de acordo com sua coluna no Estado de S. Paulo). Força LiLo. Ah, e quando vir de novo ao Brasil, vê se não se esconde embaixo da mesa (a Ana Maria Braga fazia sempre isso e deu no que deu) do DJ. A gente gosta de você. Beijos e até mais.

Sem mais artigos