Aílton Graça irá interpretar um travesti, que atende por Xana Summer, na próxima novela das 21h da TV Globo, Império. Com o papel, Graça pretende “levar luz aos preconceituosos” (entenda aqui). E a militância do ator é antiga. Em declaração publicada nesta quinta-feira (10), no site do programa Na Moral, ele contou que participava de um grupo contra a discriminação racial, na época em que era office boy.

“Tem muita gente que pensa que eu migrei do samba para a carreira artística atual, mas antes disso, militei muito em São Paulo na luta contra o racismo (…) O racismo e a intolerância é uma energia que paira sobre o povo brasileiro há muitas gerações”, disse o ator que contou que quando era office boy do Hospital de Servidores, ele participava de um grupo contra a discriminação racial, durante a década de 80.

“O Meu povo não nasceu escravo, ele foi escravizado”, continuou o ator que participou do programa Na Moral, que irá ao ar nesta quinta com o tema “racismo”.

Sem mais artigos