“Posso fazer coisas com essa personagem que em outros tempos
eu não conseguiria”, disse Giulia Gam, a respeito dos benefícios de estar mais
experiente, ao jornal O Dia deste domingo (23). A atriz, de 46 anos, vive
atualmente a vilã cômica Bárbara Ellen, na novela Sangue Bom.

“Em O Primo Basílio (minissérie de 1988), eu nem tinha
casado. Como é que eu ia saber o que era traição? Tive um diretor, o Daniel
Filho
, mas eu não tinha técnica alguma. Emocionalmente, foi muito mais
desgastante que hoje. Em relação à idade, tenho mais medo da questão de saúde,
incapacidade motora (isso para o ator é muito cruel), a decadência que te
impede de algo”, explicou a atriz.

“Ela é uma mulher que se produz, é a arma dela. Unha
pintada, batom vermelho, cabelo, meias, perna, salto alto, tudo o que hipnotiza
homens e mulheres, gays, trans, tudo! A minha vaidade não é essa, eu a gasto na
própria Bárbara. Estou num momento em que nem pinto unha, às vezes tomo banho
no próprio Projac. Preciso de alguns minutos sem Bárbara. Minha vaidade é mais
pelo resultado do meu trabalho. Como mulher, sou vaidosa, sim, mas prefiro ser
apenas adequada”, comentou Giulia a respeito das semelhanças com sua
personagem.

‘Posso fazer coisas com essa personagem que em outros tempos eu não conseguiria’, diz Giulia Gam

Sem mais artigos