O empresário Guto Melo, idealizador do Prêmio Jovem Brasileiro

O Prêmio Jovem Brasileiro, criado em 2002 pelo empresário Guto Melo, vai condecorar o “vencedor dos vencedores” no próximo dia 22 de setembro, com o anúncio de quem ganhou o Prêmio Jovem do Ano 2020.

Os concorrentes partem dos vencedores das categorias que fizeram muito sucesso nesta edição, um pouco atrapalhada pela pandemia do novo coronavírus, mas que bateu recorde de votações, com mais de 280 milhões de votos.

Entre os vencedores das categorias, concorrem ao Jovem do Ano nomes como Bianca Andrade, Luan Santana, Felipe Neto, Larissa Manoela, Ludmilla e muitos outros famosos da cultura pop, da música e do entretenimento em geral do país.

Ao lngo dos mais de 18 anos já de premiações, o Prêmio Jovem Brasileiro, carinhosamente também conhecido nas redes como PJB, já teve alguns fatos históricos que marcaram época. Abaixo, a gente lista seis para vocês.

Luan Santana e Sophia Abrahão fizeram história

O sertanejo faturou o troféu por seis anos consecutivos, de 2013 a 2019, como Melhor Cantor. Foi o que mais levou premiações na história do PJB. Já Sophia Abrahão foi a maior premiada em uma única edição, levando três troféus para casa em 2017.

Mika, o príncipe

Na edição de 2015 do PJB, a apresentação de Lexa ficou marcada por um fato inusitado. Enquanto cantava em apresentação, o microfone começou a cair do pedestal. Ela não perdeu a pose e viu alguém surgir da plateia, todo cavalheiro, para arrumar o microfone. Trata-se do cantor e ator Mika, que arrancou suspiros dos fãs.

Chorão em primeira mão

Em 2007, o saudoso vocalista do Charlie Brown Jr., Chorão, lançou em primeira mão no PJB o clipe de Pontes Indestrutíveis, canção que ficou marcada na história da banda.

Um rasgo na calça

O humorista Carlinhos Maia arrancou muitas risadas dos fãs que acompanhavam on-line ao seu discurso no PJB do ano passado. Isso porque em um momento, a calça que ele usava simplesmente rasgou! O influencer levou tudo na brincadeira e divertiu os fãs.

A peça de Tatá Werneck

Sempre bem-humorada, Tatá Werneck pregou uma peça que quase todo jornalista caiu, no PJB de 2012. A apresentadora disse que estava grávida! Claro que tudo não passou de uma brincadeira, mas teve site comendo bola na época e publicando…

O recorde de votações

O PJB de 2019 vai ficar marcado na história. A premiação simplesmente alcançou um histórico número de votações nesta edição, estraçalhando o recorde anterior, que era de pouco mais de 10 milhões. Foram nada menos do que 280 milhões de votos até antes do anúncio dos vencedores.

Sem mais artigos