O príncipe Harry vai para o Afeganistão. Parece que os oficias de alta patente do exército planejavam mandá-lo para o conflito em segredo. Tarde demais. O filho mais novo de Diana já recebe treinamento pesado para se virar por lá.

De acordo com o jornal Sunday Times, a transferência impediria que ele desistisse do serviço militar. Atualmente a majestade se encontra em uma base britânica em Alberta, no Canadá, mas pode entrar no avião rumo ao Oriente Médio a qualquer momento.

Como parte do aprendizado de combate, o ruivo aprendeu a dirigir veículos militares. No Afeganistão, o herdeiro do trono ficaria com seu regimento, o tradicional Blues and Royals, do qual também faz parte seu irmão, William.

O filho mais velho de Charles e Diana não corre o risco de ir a lugares perigosos, porque é uma pessoa pública muito visada e sucessor à coroa inglesa, e por não ter bebida alcoólica nestes lugares. O príncipe gastou mais de 3 mil reais em birita durante o final de semana.

O caçula real até queria ir ao Iraque, mas não pôde por questões de segurança. Ele vinha recebendo ameaças, mas como diria o ditado, o proibido é mais gostoso, e Harry quis desistir da curta carreira militar. Para remediar o piti, os manda-chuvas do exército resolveram despachá-lo para o país de Saddam. Só que a situação por lá piorou e está quase tão perigosa quanto no Iraque.
 
Enfim… Para onde irá o príncipe?

Mais:

Documentário sobre morte de Diana deixa príncipes chateados!

Sem mais artigos