Depois de quase 10 anos da morte da princesa Diana, os príncipes William e Harry, da Grã-Betanha, finalmente dão uma entrevista para uma rede de televisão americana sobre a morte da mãe, os seus relacionamentos pessoais e a vida como herdeiros do trono.

Matt Lauer, repórter do canal NBC, conversou com eles em maio, durante uma caminhada pelo Clarence House, o palácio onde moram. Eles concordaram em dar a entrevista para divulgar o show beneficente que vai homenagear a mãe, no Wembley Stadium, dia 1º de julho, quando ela faria aniversário.

Na conversa com Lauer, os príncipes falam das lembranças que têm da mãe, dos esforços que fazem para tentar levar uma vida normal (lição que Diana insistiu em ensiná-los), a curiosidade que despertam no mundo todo e como isso afeta diretamente suas vidas. "Não há um dia que eu não pense nela pelo menos uma vez", diz William.

"Ouvimos freqüentemente 'Olha, vocês não são normais, então parem de tentar ser'", reclama Harry. "E é difícil, porque num certo sentido nunca seremos normais mesmo", desabafa.

A entrevista vai ao ar na próxima segunda-feira (18), no programa Today Show e no Dateline, ambos da NBC. Aqui no Brasil não há previsão de quando ela vai ao ar.

Sem mais artigos