Há quase 20 anos, no dia 22 de agosto de 1994, estreava na TV Cultura o seriado Confissões de Adolescente, que fez a cabeça de muita gente na época. Nesta sexta-feira (10), estreia nos cinemas o filme inspirado na série, dirigido por Daniel Filho, que também estava por trás das câmeras na primeira versão.

O seriado, e por consequência o filme e também a peça de teatro, é baseado no livro homônimo de Maria Mariana, escrito por ela quando tinha apenas 19 anos de idade.  A jovem escritora também participou da série como atriz, interpretando a filha mais velha Diana. No entanto por onde anda Maria Mariana e as outras adolescentes do Confissões…?

Maria Mariana, de 40 anos, é filha do cineasta Domingos de Oliveira. Dos seus diários ele criou o livro que inspirou a série. Após Confissões…, a “enfant terrible” colaborou ainda na sinopse de Malhação (que estrou em 1995) em 1998 e em 2007, 2008 e 2009. Em 2009, ela se desligou da novela estudantil para se dedicar a outra sinopse, desta vez da novela Promessas de Amor, da Record.

Ainda no campo das letras, Maria lançou, em 2009, o livro Confissões de Mãe que gerou polêmica ao afirmar que casar e ter filhos são o caminho para a felicidade. A afirmação soou retrógrada para quem, aos 19 anos, em 1994, escreveu sem papas na língua sobre o aborto que realizou quando tinha apenas 17.

“Quem sou eu pra dizer que uma pessoa não é feliz? Cada um tem a livre escolha pra fazer o que quiser, mas, na minha opinião, ser mãe não é uma opção. É um degrau que a pessoa tem que pisar se quiser caminhar pra frente – mesmo que não possa ter filhos, pode adotar. Se a mulher quiser crescer, chega uma hora em que tem que assumir um relacionamento, encontrar seus propósitos, saber conviver com o outro. Agora, a mulher pode não casar nem ter filho. Pode até ser feliz, mas não vai caminhar pra frente. Eu tenho convicção das coisas em que acredito. Sei do que estou falando. Não li livros e escrevi uma tese sobre maternidade, eu vivi por dez anos todos esses dilemas, pari quatro vezes”, disse a escritora, na época do lançamento do livro à revista Tpm.

Maria Mariana ainda fez algumas participações pontuais como atriz como no seriado A Grande Família, em 2001, e em As Cariocas, em 2010.

Georgiana Góes, de 36 anos, vivia a personagem Bárbara, aquela de cabelos curtos, no seriado. Formado em teatro pela Unirio ela tem uma carreira dedicada aos palcos tendo integrado a Cia dos Atores, e o Pedras de Teatro. Na telinha, depois de Confissões, ela trabalhou em A Próxima Vítima (1995), Páginas da Vida (2006), Cheias de Charme (2012) e Saramandaia (2013).

Daniele Valente, de 36 anos, interpretava a personagem Natália na série. Com uma veia mais humorística, a atriz trabalhou em A Escolinha do Professor Raimundo (2001), Zorra Total (2003 e 2004) e Vai que Cola (2013). Daniele é casada com o jornalista Christiano Cochrane, filho de Marília Gabriela, com quem tem uma filha, Valentina.

A quarta irmã das Confissões é Deborah Secco, de 34 anos, que interpretava a personagem Carol. Essa nem precisa dizer o que fez depois de Confissões…, né? No entanto, no último ano da série, Deborah foi substituída por Camila Capucci, de 32 anos.

Camila se formou em artes cênicas e é casada com Heitor Martinez. Depois de Confissões, ela teve participações em Os Normais (2003), A Diarista (2004), Zorra Total (2010-2013) e Amor à Vida (2013), entre outras. 

Sem mais artigos