Maria Eduarda de Carvalho está no ar interpretando a assistente de Marina (Tainá Müller), Vanessa. A personagem é uma lésbica que a atriz tentou fazer de forma bem feminina para fugir dos estereótipos e sentirá ciúmes da relação da fotógrafa com Clara (Giovanna Antonelli). As informações são do jornal O Globo deste sábado (22).

“Queria que ela fosse bem feminina para não entrar no estereótipo de uma imagem, de um rótulo que as pessoas costumam colocar. Mas o fato de a Vanessa ser gay não a torna mais ou menos difícil do que outra personagem. Ela é cheia de possibilidades”, explicou Maria Eduarda.

Ela contou um pouco mais da personagem: “Vanessa já teve uma história com a Marina e, apesar de não ser mais correspondida, ainda nutre esse amor”.

O convite para participar da novela veio de forma inesperada, Maria Eduarda estava em uma café de uma livraria, quando Manoel Carlos veio até ela: Ele se levantou e só acreditei que veio falar comigo quando parou diante da minha mesa. E elogiou o meu trabalho em A Vida da Gente (2011)”.

Ela recorda: “Tenho problemas sérios quando encontro uma pessoa que admiro. Queria dizer coisas interessantes, mas só conseguia falar que era fã, que minha avó adora as novelas dele, e que o sonho dela era me ver em uma de suas tramas. Foi então que o Maneco disse: ‘Esse sonho é superfácil de a gente resolver’. Um ano depois veio o convite oficial”.

Sem mais artigos