Um dos números que mais crescem no Brasil é o de mulheres violentadas. De acordo com dados da pesquisa Avon/Ibope de 2009, a cada 15 segundos uma mulher é vítima de violência no Brasil. O medo e a vergonha de falar sobre o problema faz com que a situação acabe evoluindo para o crime passional.

O Instituto Sangari aponta que há dez homicídios de mulheres por dia no Brasil e entre os anos de 1997 e 2007, 41.532 foram assassinadas. E isso não acontece apenas com mulheres comuns.

A vida de glamour e fama das celebridades pode esconder relações violentas e doentias. Alguns poucos casos chegam à mídia no Brasil – Netinho de Paula e Dado Dolabella são apenas os bodes espiatórios dessa doença -, o que fora do país já acontece em maior escala no sentido midiático, já que no nosso país muitas mulheres escondem as agressões, que sofrem de seus maridos, por medo, dependência ou vergonha.

Para evitar esse tipo de abuso contra a mulher foi criada a Lei Maria da Penha, que prevê o aumento no rigor das punições das agressões contra a mulher quando ocorridas no âmbito doméstico ou familiar. O nome da lei é uma homenagem a Maria da Penha Maia Fernandes, que lutou para que seu agressor fosse condenado.

No último mês, o rapper Eminem estreou o clipe da música Love The Way You Lie, com participação de Rihanna, que já sofreu abusos quando namorava Cris Brown. O vídeo conta também com a participação da atriz Megan Fox e conta a história de violência doméstica e seus desfechos.

Veja acima algumas mulheres que foram violentadas por seus parceiros e conheça também homens que sofreram com mulheres abusivas.

Sem mais artigos