A atriz mexicana Salma Hayek atribuiu nesta quinta-feira (17) seu sucesso em Hollywood à química que exibe nas telas com o seu colega espanhol Antonio Banderas, ao lado de quem está em cartaz pela sexta vez no filme de animação 3D O Gato de Botas.

“Eu não sei como acontece essa química, mas sou muito agradecida por ter isso com ele, sem ela, eu não teria sido contratada para trabalhar em A Balada do Pistoleiro e não seguiria minha carreira”, disse Salma na capital da Argentina, Buenos Aires, durante apresentação do seu novo filme, no qual ela e Banderas dão voz aos protagonistas.

Os dois atores estavam muito à vontade e provocaram risos entre os presentes. O ator espanhol lembrou o filme que protagonizaram em 1995, quando estavam “cheios de sonhos”.

Banderas e Salma frisaram o quanto era difícil para latinos alcançar o sucesso em Hollywood. “Quando cheguei nos EUA, há quase 22 anos, me disseram: ‘você só vai representar vilões e narcotraficantes’. Por isso fico muito contente que Hollywood tenha apostado num filme que aborde a cultura hispânica”, disse Banderas.

O diretor-geral do estúdio DreamWorks, Jeffrey Katzenberg, afirmou que a intenção de O Gato de Botas foi justamente celebrar a cultura hispânica, assim com Kung Fu Panda fez com a chinesa.

Salma Hayek atribui seu sucesso em Hollywood à química com Antonio Banderas

Sem mais artigos