Selton Mello falou sobre a possibilidade de seguir carreira internacional, em entrevista para o caderno Variedades, do Jornal da Tarde, publicada nesta sexta-feira (28). Diferente de Rodrigo Santoro, ele não está disposto a largar tudo que construiu no país.

“Vontade, eu tenho. Mas sou muito grato com o que conquistei no Brasil. O que não tenho vontade de fazer é parar tudo o que conquistei aqui para começar de novo lá. Já tenho quase 40 anos e ficar seis meses em Los Angeles fazendo teste, me apresentando, não dá”, contou o ator.

Ele também está se aventurando em outras áreas e seu segundo filme como diretor, O Palhaço, estreia nesta sexta. “Estou gostando mais de dirigir. Você pensa em mais coisas, fica mais criativo e o ato de criação é o momento mais rico para um artista. Dirigir e atuar são duas coisas distintas que me dão muito prazer”.

Sem mais artigos