Laércio foi preso nesta segunda

Twitter/Reprodução Laércio foi preso nesta segunda

O ex-BBB Laércio foi preso nesta segunda-feira (16), em Curitiba, no Paraná, acusado de estupro de vulnerável e de fornecer bebidas a menores de idade. O designer de tatuagens, que já havia sido alvo de Ana Paula, também do BBB16, que o chamou de pedófilo durante o reality, negou as acusações, feitas em depoimento por uma adolescente de 17 anos, que diz ter mantido relações com o ex-brother há cerca de quatro anos, quando tinha 13.

Após a repercussão do caso, que ganhou as redes sociais durante todo o dia, a assessoria de Laércio tentou reverter a situação nada favorável da imagem do curitibano na web, mas a ação foi um verdadeiro desastre.

No Twitter foi postada uma enquete que perguntava se Laércio poderia contar com os “fãs” para ajudá-lo a a pagar a fiança com uma vaquinha. Depois de mais de 17 mil votos, o resultado foi esse aqui:

 

Enquete virou mico no Twitter do ex-BBB

Twitter/Reprodução Enquete virou mico no Twitter do ex-BBB

Mesmo com a repercussão negativa, a enquete não saiu do ar, e serviu para dar ainda mais combustível para a avalanche de memes sobre o caso. O nome do Laércio ficou nos TT’s do Twitter durante todo o dia, com mais de 70 mil comentários sobre o tema. A maioria nessa linha:

 

Nunca te pedi nada

Twitter/Reprodução Nunca te pedi nada

Jura, migo?

Twitter/Reprodução Jura, migo?

 

Gente que não perdoa

Twitter/Reprodução Gente que não perdoa

Vilões do BBB

Tina protagonizou uma cena clássica dentro do BBB ao cantar
Com pinta de bad boy, o lutador de artes marciais levou fama de mau e aparecia sempre com a cara fechada no BBB4. Ele foi rejeitado pelo público e foi o 8º eliminado   do programa.   Após 6 anos, Dourado teve uma nova chance na TV e integrou o elenco do BBB 10. Na edição, afirmou que heterossexuais não contraíam Aids, e o Ministério Público cobrou   um posicionamento da Globo. O lutador bateu muita boca com Dicesar, que o chamava de homofóbico.
Doutor Gê ficou conhecido com um dos maiores vilões da história do Big Brother Brasil porque arquitetava armações para colocar os oponentes no paredão e não escondia as   desavenças que tinha com Jean Wyllys, vencedor da edição e hoje deputado federal.  Na época, o médico perdeu a disputa no 4º paredão. Atualmente ele atende muitos famosos como especialista em medicina esportiva.
A faceta de vilão apareceu quando Cowboy comprou briga com Diego Alemão. O ponto alto da participação dele na casa foi quando articulou uma disputa de paredão entre   Alemão e a namorada dele no programa, Iris Stefanelli. Foi rejeitado e saiu na 11ª eliminação.
O psiquiatra tentava desestabilizar os oponentes e protagonizou discussões acaloradas com Rafinha, campeão da edição, e até com Gyselle, a amiga que fez dentro da   casa. A eliminação do Dr Marcelo ocorreu na 8ª semana do reality. Fora da casa, ele virou um telespectador assíduo do programa e fez muitos comentários das edições   pelo Twitter até sumir das redes sociais.
Em sua primeira participação, Maroca quebrou o pau com Eliéser por causa de um bolo e bateu muita boca com Lia Khey, para quem acabou perdendo no 12º paredão.  A ex-policial também participou da 13ª edição do reality e voltou pior do que já era. Assim como Anamara, Eliéser também integrou o BBB 13, e claro que os dois voltaram a  brigar. Em uma das discussões mais conhecidas entre eles, ela o chamou de banana
Daniel foi expulso do programa após ter sido suspeito de estuprar a participante Monique Amin. Depois de uma festa regada a bebidas, ele dividiu uma cama com a estudante e foi acusado de se aproveitar de Monique enquanto ela estava desacordada. A Polícia Civil do Rio de Janeiro chegou a abrir um registro de ocorrência para apurar o suposto abuso sexual e, na época, o assunto provocou discussões quentes na internet. Em 2012, a Justiça do Rio de Janeiro determinou o arquivamento do inquérito por insuficiência de provas.
A recepcionista tinha tudo para ser a grande barraqueira da 13ª edição do programa, mas não teve tempo porque foi eliminada no 1º paredão. Logo na primeira prova de   resistência, ela discutiu feio com o veterano Bambam e o chamou de
A maior polêmica da 14ª edição aconteceu quando Cássio acusou Marcelo, colega de confinamento, de beijar à força a participante Ângela, que estava bêbada. Marcelo   quase partiu para agressão e esmurrou a parede do quarto do líder. Em outro espisódio, que teve a participação de Tatá Werneck, Cássio disse para a atriz que havia
A gaúcha, que deu até beijo triplo no casal Clara e Vanessa, perdeu no 12º paredão. Quando deixou a casa, acusou a edição do Big Brother de deixá-la com fama de má, afirmou nunca mais conseguiu trabalhos como atriz e disse que o reality foi a pior coisa que aconteceu na vida dela.

Uma enquete no Twitter do Laércio acabou tendo um resultado nada favorável

Sem mais artigos