A atriz Vera Gimenez, mãe da apresentadora Luciana Gimenez, não gostou nada de ver seu nome envolvido na biografia de Mick Jagger Mick: The Wild Life and Mad Genius of Jagger – pai de seu neto, Lucas. Tudo porque o biógrafo Christopher Andersen classificou Luciana como “filha de uma atriz pornô”. 

Em conversa com a revista Veja, Vera afirmou que quer que “Christopher morra” e questionou: “Por acaso eu já fiz algum pornô? Nunca fiz [nem] pornochanchadas (gênero popular dos anos 70). Para mim, pornochanchadas são filmes que mostram mulheres nuas sem nenhum propósito. Eu não fiz O Homem de Itu, por exemplo. Eu fiz filmes com Carlos Manga e José Coimbra. Não estou entendendo isso”, afirmou.

Segundo Vera, o único filme que poderia ser encarado como pornochanchada foi seu primeiro longa, Lua de Mel e Amendoim, de Fernando de Barros. “Mas era tão cheio de bobagem que até passou na sessão da tarde no Canal Brasil. O enredo é sobre um cara que tinha um monte de namoradas e gostava de guardar as calcinhas delas. E depois se apaixona e joga todas fora. Olha que inocência. Não tinha nem palavrão”. 

Ela disse que estuda processar Christopher, assim como ameaçou sua filha aos veículos de imprensa que publicaram a informação de que ela, Luciana, foi classificada como atriz de filmes adultos pela biografia: “Não sei ainda o que vou fazer. A Luciana está fora do país e eu vou decidir isso com ela”.

Sem mais artigos