Se você nunca ouviu falar em “Broad City”, tá na hora de usar aquela novidade do mundo da tecnologia chamada ~Google~ e buscar alguns episódios dessa série maravilhosa, que foi criada em 2014 pelas super migas Ilana Glazer e Abbi Jacobson. A série mostra o dia a dia de duas meninas comuns, sem grana e que vivem se metendo em ciladas na sufocante e sedutora Nova York.  Rolou uma identificação?

Além da história incrível, Ilana e Abbi são aquelas garotas com quem a gente adoraria morar junto ou cair na gandaia, sem dúvida alguma. Quer saber por que elas são demais? A gente foi atrás da ficha completa das gatas, além de algumas curiosidades especiais, só para te convencer de que elas são as melhores pessoas. Vem com a gente!

1 – Comédia na veia

Ilana e Abbi estudaram no UCB Comedy, um grupo de comédia de improviso e esquetes em NY. Sabe quem faz parte do elenco? Ninguém mais, ninguém menos que Amy Poehler, aquela atriz, comediante e roteirista que já fez parte do Saturday Night Live e que é BFF da Tina Fey. Demais, né? Elas até tiraram uma selfie juntas  – que ficou meio ruim, como vocês podem ver abaixo. Na época não tinha pau de selfie, será?

2 – Meio a meio

Não tem um personagem ou autor “principal”, em “Broad City”. Ilana e Abbi são tão amigas que toda a criação da série é colaborativa, ou seja, elas escrever o roteiro juntas, de um jeito que até as personagens têm nos encantam com essa parceria, no mundo da ficção. Elas tocam projetos paralelos por conta própria, claro, mas nessa série em questão tem um pouquinho de Ilana e um pouquinho de Abbi, em igual proporção. Só sendo muito miga, mesmo!

3 – 4h20: precisa explicar?

 Não é demais quando as celebs que a gente admira não têm nenhum falso moralismo ou pudor ao dizer do que realmente gostam? Pois é, a Ilana Glazer é bem desse jeitinho, sincerona. Em entrevista à revista The New Yorker, a co-criadora da série revelou que fuma maconha todo santo dia. E daí? Ela arrasou em mandar a real desse jeito! Na série, também não há espaço para falso moralismo. Uhul!

4 – Gente como a gente

Um dos grandes lances de “Broad City” é que as protagonistas vivem dramas que a gente conhece muito bem, como encontros-cilada com gente babaca e aquele saldo negativo no fim do mês, depois de pagar o aluguel. A história de vida da Abbi Jacobson também não é muito diferente da nossa, já que ela não é – nem nunca foi – uma super-mega-celebridade. Ela já trabalhou entregando panfletos de academia em um terminal ferroviário, por exemplo. Quem nunca?

5 – Briga não é coisa de garotas

Ilana detesta discutir ou brigar – como tantas outras garotas, embora o senso comum diga o contrário. Por isso, o acordo entre ela e Abbi é de cenas de discussões e brigas fiquem de fora do roteiro. Afinal, as pessoas querem se divertir, certo? “Seria uma perda de tempo dedicar espaço para esse tipo de coisa nos nossos episódios. Queremos comédia, não algo entediante”, disse Ilana em entrevista à Time. Palmas!

6 – Artes visuais ou cênicas?

Abbi chegou a se formar em Artes Visuais, já que toda a sua família trabalha nessa área. Ela achou que seria ~fácil~ mexer com ilustração e design gráfico, mas viu que o trampo é bem diferente na prática. Por isso, ela migrou para as artes cênicas, ainda bem! Ela até poderia ser boa como ilustradora, mas a gente prefere em “Broad City”, ÓBVIO!

7 – Tipo almas gêmeas:

Sabe quando você tem uma amiga que é quase sua alma gêmea, de tão parecidas que vocês são? Não é só na série que Abbi e Ilana se completam, gente! Durante uma entrevista para o jornal Washington Post, a jornalista Emily Yahr percebeu que a sintonia entre as duas era tão grande que elas até completavam as frases uma da outra! Aaaaaawn! ♥ ♥ ♥

 

 

Sem mais artigos