O grupo de piratas informáticos Anonymous publicou na rede detalhes pessoais de alguns integrantes da organização de extrema-direita English Defense League (EDL), reconhecida pelo uso de slogans contra muçulmanos em Londres.

Um áudio publicado ontem à noite na plataforma de vídeos em nome da Anonymous acusa o EDL de utilizar o assassinato do soldado Lee Rigby, ocorrido na última semana, no sul de Londres, para estender uma campanha de ódio em direção à comunidade muçulmana.

Rigby, de 25 anos, foi esfaqueado em Woolwich em frente a um quartel militar por dois homens radicais islâmicos.

A lista publicada pelo Anonymous inclui os nomes e as direções de mais de 200 membros do grupo de extrema-direita, além dos números de telefone celular dos integrantes mais destacados.

Desde a morte de Lee Rigby há uma semana, o EDL realizou várias manifestações com slogans contra a comunidade muçulmana, a mais recente na última segunda-feira, na Praça Trafalgar, situada em pleno centro de Londres. Nesta, os membros do grupo se reuniram em torno de um único cântico: “muçulmanos assassinos fora de nossas ruas”.

Após a violenta morte de Rigby, os supostos autores da ação foram identificados como Michael Adebolajo, de 28 anos, e Michael Adebowale, de 22, ambos britânicos de origem nigeriana.

Anonymous publica detalhes de membros de grupo da extrema-direita britânica

Sem mais artigos