Animado com o novo formato das regras da F-1 para a temporada de 2014, como a pontuação dobrada na última corrida do ano que vem, o piloto inglês Lewis Hamilton, da Mercedes, acredita que a partir de agora não haverá mais hegemonia do tetracampeão Sebastian Vettel, que não gostou das mudanças, e nem mesmo da Red Bull, escuderia que acompanha o alemão desde seu primeiro título.

“Se houvesse apenas uma evolução dos atuais carros, seria muito difícil superar a RBR, que está tão à frente das outras equipes. Eles acabariam ganhando mais cinco, seis ou sete campeonatos. Estou contente por tudo começar do zero de novo”, afirmou Hamilton em entrevista ao site britânico Autosport.

Campeão mundial de 2008, o piloto da Mercedes, que vai para seu segundo ano na escuderia, acredita que as alterações previstas para 2014 não devem se tornar motivo de preocupação para os competidores. Quarto colocado na temporada de 2013, com 189 pontos e a vitória no GP da Hungria, Hamilton usa como exemplo o pacote de mudanças anunciadas em 2009 para defender sua tese.

“Eu não estou tão preocupado porque será muito semelhante ao que já fizemos este ano. Talvez vamos precisar economizar mais combustível, e também haverá uma preocupação maior com os pneus. Experimentaremos as mudanças no simulador para nos adaptarmos à nova realidade”,  afirmou o inglês.

A temporada de 2014 da F-1 só começará em 16 de março, com o GP da Austrália. Porém, os pilotos vão à pista já em janeiro, entre os dias 28 e 31, para testar os novos carros em Jerez de la Frontera, na Espanha.

Sem mais artigos