O capacete usado por Michael Schumacher no momento em que sofreu um grave acidente enquanto esquiava nos Alpes franceses no último domingo (29) rachou devido ao violento impacto de sua cabeça contra uma rocha, informa nesta terça-feira (31) o jornal alemão Bild.

Um dos membros da equipe que resgatou o heptacampeão mundial de Fórmula 1 disse ao jornal que, quando chegou ao local do acidente, o capacete “estava rachado” e “podia se ver muito sangue”.

O Bild, que hoje dá ampla cobertura ao piloto alemão, também faz uma reconstrução detalhada do acidente.

Segundo a publicação, Schumacher estava acompanhado pelo filho Mick, de 14 anos, e por pelo menos mais três amigos, e passou toda a manhã esquiando pelas pistas oficiais da estação de Méribel.

No entanto, perto das 11h, o ex-piloto foi para uma área entre duas dessas pistas. Às 11h07, Schumacher sofreu uma queda e se chocou contra uma rocha com a parte direita da cabeça.

Segundo essa versão, ex-piloto não teria perdido a consciência na hora e foi levado rapidamente ao hospital de Moutiers antes de ser transferido ao hospital universitário de Grenoble (sudeste da França).

Schumacher passa por nova cirurgia e apresenta “leve melhora”

O ex-piloto alemão passou na noite de segunda-feira (30) pela segunda cirurgia desde que sofreu um acidente enquanto esquiava e apresenta uma “leve melhora”, informaram nesta terça-feira os médicos do hospital da cidade de Grenoble, na França, onde ele está internado desde domingo.

“A situação está melhor controlada do que ontem”, declarou o médico Jean-François Payen em entrevista coletiva.

Schumacher, que na próxima sexta-feira completará 45 anos, está em coma induzido e estado crítico desde domingo, quando bateu com a cabeça em uma rocha quando esquiava nos Alpes franceses.

Sem mais artigos