Chineses desenvolvem “sol artificial” e quebram recorde

Pesquisadores chineses aguardam a apenas a homologação da marca para comemorar mais um feito na ciência do país, o de atingir 120 milhões de graus celsius com um dispositivo.

O novo recorde mundial foi alcançado na semana passada, quando cientistas desenvolveram o dispositivo, chamado de “sol artificial”, conseguindo alcançar 120 milhões de graus celsius por 100 segundos.

Como se não bastasse, os pesquisadores ainda conseguiram subir o calor em mais 40 milhões e graus por mais 20 segundos antes de encerrar a atividade.

Assim, o Instituto Hefei de Ciências Físicas da Academia Chinesa de Ciências quebrou a marca antiga, que era de 100 milhões de graus celsius por 100 segundos.

Sem mais artigos