A 20ª edição da feira E3, a mais importante dos videogames no mundo, abriu suas portas nesta terça-feira em Los Angeles, nos Estados Unidos, para mostrar nos próximos três dias as novidades do setor, que gerou uma receita de US$ 90 bilhões em todo o planeta no ano passado.

O prefeito de Los Angeles, Eric Garcetti, e o presidente da ESA, a Associação de Software de Entretenimento dos EUA, Michael Gallagher, foram os encarregados de cortar a fita de inauguração da E3, responsável por deixar US$ 40 milhões na cidade californiana em apenas uma semana durante a última edição, segundo Gallagher.

A Microsoft, dona do Xbox, dedicou seu principal espaço para exibir seus principais lançamentos, o jogo de carros “Forza Horizon 2” e “Sunset Overdrive”, no qual o herói enfrentará homens que se transformam em criaturas depois da ingestão de uma bebida energética contaminada.

Já a Sony, fabricante do PlayStation, exibiu sua coleção de jogos para os consoles PlaySation 4, PlayStation 3 e o portátil PS Vita, assim como seu sistema de realidade virtual Project Morpheus, cujos óculos futuristas foram disponibilizados para os visitantes testarem a tecnologia.

A Nintendo priorizou neste ano a promoção dos Amiibos, bonequinhos dos principais personagens da companhia japonesa que estão equipados com um chip que pode ser reconhecido pelo gamepad do Wii U e levá-los para os jogos. Os primeiros games com essa possibilidade são “Super Smash Bros.” e “Mario Kart 8”. Para 2015, foi anunciado o novo game da franquia Zelda.

Também não faltaram no Centro de Convenções de Los Angeles telões com projeções do novo jogo da série “Call of Duty”, “Advanced Warfare”, da Activision e a sequência do popular game de futebol “FIFA”, o “FIFA 15”, da Eltronic Arts, que estará disponível em setembro. 

Sem mais artigos