Wonder Woman - Gal Gadot
A revista Entertainment Weekly elegeu os 50 super-heróis mais poderosos (e influentes) do mundo na edição que chegou às bancas dos Estados Unidos nessa sexta-feira (14). Segura essa marimba: a grande campeã foi a Mulher-Maravilha. Em quinto Wolverine, quarto Super-Homem, terceiro Batman e em segundo o Homem-Aranha.

Mulher-Maravilha

O choro é livre!
Superman e Batman

Não se trata de uma eleição fácil. Não vai faltar fã para discordar de um nome ou colocação. Para chegar na lista dos 50 super-heróis mais poderosos, a publicação e o júri criou  um sistema de 100 pontos que avaliou cada personagem em nove categorias: impacto cultural, quanto dinheiro gira em torno do personagem, design, relevância moderna, mitologia do personagem, produtos que copiam o personagem, originalidade, personalidade e poderes.

Vamos combinar, realmente a Mulher-Maravilha merece. A personagem comemora  seu 75º aniversário como um ícone feminista. Segundo os argumentos da revista, a Mulher-Maravilha representa algo que é maior do que o Homem-Aranha ou Batman. Ela é uma inspiração para cada menina que gostaria de salvar o mundo.

Mullher-Maravilha transformação

Aliás, a influência dela vai muito além das meninas. A DC Comics já revelou que a personagem é bissexual e estende a sua representatividade para o universo LGBT. E a própria ONU homenageará a personagem e a nomeará embaixadora honorária, no lançamento de um novo plano global de desenvolvimento sustentável voltado para o empoderamento das mulheres. Decididamente, a Mulher-Maravilha não é fraca, viu?

É possível que as atrizes  Gal Gadot e Lynda Carter que interpretam a personagem no cinema estejam presentes na cerimônia. O filme solo da Mulher-Maravilha tem estreia prevista para 1º de junho de 2017.

 

 

 

Sem mais artigos