Pensando na pressão em que todo o mundo sofre para ser perfeito, se encaixar num grupo que a defina e na obrigatoriedade de seguir modelos para ser aceito pela sociedade, o americano Steve Rosenfield criou o projeto “What I Be Project” (Projeto o que eu sou) onde pessoas são clicadas com o rótulo que mais as incomodava escrito em seus corpos.

Pouco antes de começar a fotografar as pessoas, Steve pedia para completarem a frase  “Eu não sou meu/minha” com a resposta que vão desde“ Eu não sou minha pele” até “ Eu não sou a minha idade” e  juntos, escolhiam o julgamento que mais as aborreciam.

Para o fotógrafo, o projeto serviria para ajudar pessoas a se livrarem do bullying  sofrido desde a infância por meio da máxima “segurança por meio da insegurança” e abriu para todo o mundo que se identifica.

É só acessar o site, enviar uma mensagem por lá mesmo contando um pouco de sua história e esperar o contato da equipe. Claro que fica mais fácil se você morar nos Estados Unidos, mais precisamente na Califórnia, onde Steve faz as fotos.

Vá até nossa galeria, e veja algumas fotos do projeto.

 

Sem mais artigos