O grupo sul-coreano Samsung Electronics pediu a um tribunal dos Estados Unidos que revise a sentença que no mês passado o condenou a pagar US$ 1 bilhão a seu rival americano Apple por violação de patentes, informou neste domingo a agência “Yonhap”.

A Samsung apresentou o pedido nesta sexta-feira por considerar que durante o julgamento houve condições que a prejudicaram, como limitações tanto no número de testemunhas como na duração de seus depoimentos.

No último dia 24 de agosto um tribunal de San José determinou que a Samsung havia violado seis patentes em tecnologia e design da Apple, como o zoom táctil e a disposição dos ícones na tela, e a condenou a pagar US$ 1 bilhão, uma das maiores multas da história neste tipo de litígio.

Apesar da decisão a favor, a Apple solicitou uma compensação adicional de US$ 707 milhões em um tribunal da Califórnia, além da proibição permanente de venda nos EUA de 26 produtos da Samsung, inclusive smartphones e tablets, segundo a “Yonhap”.

Os dois principais fabricantes de smartphones do mundo mantêm desde 2011 uma guerra legal com acusações cruzadas de violação de patentes, que já acumula mais de 50 processos em 10 países.

O dos EUA foi um forte revés judicial para o gigante sul-coreano, que por outro lado ganhou recentemente casos contra a Apple na Coreia do Sul, Japão e Alemanha.

Apesar de serem rivais no mercado da telefonia, Apple e Samsung são também sócios, já que a empresa americana utiliza componentes fabricados pela sul-coreana para desenvolver os dispositivos que produz em cadeia na China.

Sem mais artigos