Nesta sexta-feira (20/3), o musical A Noviça Rebelde estreia
no Teatro Alfa, em São Paulo.

É uma história que cativa platéias há mais de 50 anos. A
irrequieta noviça Maria não consegue se adaptar ao convento e vai trabalhar na
casa do severo capitão Von Trapp. Ele é viúvo, tem sete filhos e tudo armado
para casar com uma aristocrata de Viena. Tudo muda de figura com Maria: ela
diverta e cativa todas as crianças. De quebra, se apaixona pelo inacessível
capitão.

Quando se fala em “maior de todos os tempos”, é
comum que seja apenas força de expressão. Não com A Noviça Rebelde, em inglês,
The Sound of Music. Olha só: o musical já foi montado mais de cem vezes nos
cinco continentes, colecionando prêmios por toda parte. Em 1965, ganhou uma
versão cinematográfica que, por si só se tornou um clássico da tela grande e
ganhou 5 Oscars.

A versão brasileira está à altura dessa história grandiosa.
Foram nove meses de pré-produção e produção, envolvendo cerca de 100 profissionais.
Montada primeiro no Rio de Janeiro, teve mais de 190 mil espectadores desde a
estreia em maio de 2008. Foi recordista de indicações ao Prêmio Shell de
Teatro, em cinco categorias.

O responsável pela versão brasileira é Claudio Botelho. A
direção é de Charles Möeller. No papel de Maria está Kiara Sasso e no do
capitão, Saulo Vasconcelos. O elenco taliza 44 atores/cantores.

Sem mais artigos