A tenista russa Dinara Safina, que completou 23 anos nesta segunda-feira (27), comemorou o fato de estar como primeira colocada do tênis feminino mundial e disse que seu próximo objetivo é vencer um torneio do Grand Slam. A irmã de Marat Safin, que também já foi número um do mundo, entra para a história por ser a primeira vez que irmãos ocupam a liderança do ranking de ambos os sexos, mesmo que sejam em épocas diferentes.


 


Safina disse que está muito mais tranqüila e menos tensa desde sua chegada ao posto de número um. “Tive um torneio do Grand Slam nas mãos, mas a pressão de vencer sempre não te deixa relaxada. Agora que consegui chegar ao topo, estou melhor. Às vezes é preciso ter paciência. Será um desafio me manter lá porque agora todos querem me vencer”, comentou.


 


A tenista, única russa a liderar o Ranking da WTA junto a Maria Sharapova, disse que a virada na sua carreira foi o torneio de Berlim, em que venceu a norte-americana Serena Williams e a belga Justine Henin, número um à época. “Fiquei entre as cem primeiras muito cedo e acabei estagnada muito tempo. Quando cheguei entre as 20, me dei conta de tudo que tinha deixado para trás e que meu sonho de ser número um era possível”, comentou.


 


Safina agradeceu o trabalho do croata Zeljko Krajan, seu treinador desde o fim de 2007, quando era número 17 do mundo. “Krajan me levou do número 17 ao número um. Tive a sorte de encontrar a pessoa indicada no momento adequado. Ele me abriu os olhos, disse que tinha bons golpes e que os usasse”, afirmou.

A russa Safina, a irmã de Marat Safin, assume a liderança do ranking da WTA

Sem mais artigos