Para aqueles que gostam de música e são fãs de uma banda, uma das opções é fazer parte do fã clube para algum dia ter a oportunidade de chegar mais perto do ídolo. Mas, para alguns essa diversão torna-se algo mais sério, como é o caso de Everton Oliveira, 21 anos, que atualmente é diretor geral do fã clube do NX Zero.

“Eu trabalho com a banda há três anos. Fui contratado para cuidar do fã clube oficial e passar todas as mensagens da banda. A ideia surgiu porque uma das fundadoras era menor de idade e tinha tarefas da escola para cuidar, por isso, as notícias e promoções do site ficavam escassas. A banda resolveu contratar alguém que fizesse disso um trabalho, promovendo eventos e transformando o fã clube oficial em uma empresa”, diz.

A função de Everton é cuidar de toda a mídia da banda na internet. “A gravadora passa as novidades e coloco nos veículos de internet da banda. Os fãs também estão sempre em contato com os músicos e tudo mais, pois eu realizo eventos, encontros e, na verdade, o fã clube é exatamente para deixar o ídolo mais perto do fã.”

Já Altair Pereira Santos, 25 anos, é um dos responsáveis pelo fã site brasileiro do Red Hot Chili Peppers. Apesar de quase nunca ter ganhado nada com isso, encara a atualização do site como realização pessoal. “Nunca, em seis anos de site, eu pensei em ganhar dinheiro com isso. Muitos blogs e sites ganhavam fortunas com pop up e banner, mas sabendo que elas enchiam o saco e poluíam o visual, não coloquei… até ontem. Conversando com amigos que têm site de bandas, descobri que uma publicidade ‘limpa’ como a do Google não interfere tanto. Resolvi arriscar no AdSense não com intuito de lucrar com site, mas de pagar os custos de mantê-lo vivo, o que não é tão barato quanto muitos pensam.”

Para ele, a participação de fãs diminuiu. “O retorno dos fãs atualmente está bem abaixo por causa das redes sociais.” Ele ainda critica a falta de apoio da gravadora com o site: “Raramente eles enviam material para sortear no site, não acreditam no retorno que um fã site pode trazer”.

Indagado se já teve algum contato com a banda, Altair diz: “o único contato foi com Blackie Dammet, pai de Anthony Kiedis, por e-mail, quando ele tomava conta do fã clube oficial. O maior prêmio que alguém que cuida de site de fã pode ter é saber do reconhecimento da banda pelo trabalho feito. Em 2003 uma ex-colaboradora do site foi chamada de “NewsTiger” por Blackie pois ela conseguia notícias para o site brasileiro e também as enviava para o site oficial”.

“Outro prêmio foi entrevistar Jack Irons, ex-baterista da banda, para o site dedicado e ele, que fizemos na época que ele lançou o CD solo ‘Attention Dimension’. Ele ficou muito feliz pela homenagem e nos enviou cópias de seu CD autografado para sortear no Encontro Nacional de Fãs”, conclui Altair, que atualmente aproveita que o Red Hot está de férias para descansar um pouco do site também.

Para criar um site de fã basta assinar um servidor pago ou serviços gratuitos como o Google Pages ou mesmo sites de blogging como o Blogspot e Blogsome. Depois é só criar um layout caprichado e divulgar em comunidades dedicadas ao homenageado no Orkut, Facebook e MySpace. Também é uma boa entrar em contato com o selo, gravadora ou assessoria de imprensa do artista, eles podem fornecer material exclusivo para o site.

Saiba Mais:

Conheça os fã sites parceiros do Virgula

Sem mais artigos