A situação da Eurocopa de 2012 segue tirando o sono de Michel Platini, presidente da Uefa. Para se prevenir de atrasos das obras da Ucrânia e Polônia, o chefe da entidade admitiu que Alemanha e Hungria podem ser os países substitutos.

A principal pedra no sapato de Platini é a Ucrânia. Em entrevista a uma revista do site da Confederação de Futebol da Alemanha, o presidente disse que a Polônia ampliaria suas sedes de quatro para seis e que os alemães ou húngaros ficariam com outras duas.

“Ainda confiamos no fato de que todo o trabalho necessário será feito na Ucrânia dentro do período definido”, afirmou Platini que deu até o fim de junho para os ucranianos evoluírem nas obras.

Sem mais artigos