A seleção brasileira enfrentará o Equador no domingo (dia 29), pelas Eliminatórias Sul-Americanas da Copa de 2010, e a altitude da cidade de Quito, palco da partida, preocupa o zagueiro Lúcio.

“Sem dúvida, a altitude nos prejudica muito, pois não estamos acostumados. No entanto, é um desafio a mais e que nos dá motivação”, disse o jogador do Bayern de Munique ao desembarcar no Rio de Janeiro.

Antes de enfrentar a altitude de 2.850m da cidade equatoriana, os comandados de Dunga farão um período de treinos na Granja Comary, em Teresópolis. Lúcio também disse que espera que o Brasil quebre o jejum de vitórias nas partidas no Equador contra a seleção local.

“Vamos nos esforçar ao máximo para enfrentar estas dificuldades e, quem sabe, conseguir a vitória”, disse. Recuperado de lesão, o atacante Luís Fabiano, do Sevilla, está de volta à seleção. O jogador admitiu a dificuldade de atuar na altitude, mas garantiu que isso não vai atrapalhar o trabalho dos pentacampeões mundiais.

Perguntado sobre uma eventual convocação de Ronaldo, do Corinthians, Luís Fabiano disse que respeita o atacante, mas lembrou que é o atual dono da camisa nove da seleção.

“Tenho mais uma oportunidade para me manter na equipe e seguir o bom caminho que estou tendo na seleção, marcando gols. Todos os atacantes brasileiros que estão bem precisam ser respeitados, mas neste momento eu que estou vestindo esta camisa e vou tentar aproveitar esta chance da melhor maneira”, disse.

Após enfrentar os equatorianos, o Brasil enfrentará o Peru, em Porto Alegre, no dia 1º de abril.

Sem mais artigos