O Instituto Nacional de Saúde dos EUA (NIH), um órgão do governo federal, está gastando um bom dinheiro para estudar o uso de ecstasy, LSD e outras drogas em… Porto Alegre,  Brasil!

O órgão está tocando um estudo, com duração de três anos, onde acadêmicos da Universidade da Delaware e da Universidade Federal do Rio Grande do Sul irão trabalhar juntos.

A iniciativa faz parte de um programa que dá fundos federais para pesquisas em países em desenvolvimento. O estudo vai custar US$ 117.876 para o bolso do contribuinte americano, o que deve acender alguma polêmica por lá.

O NIH declarou que “o tópico é interessante e os dados serão úteis para entender o emergente problema das drogas de clubes e raves no Brasil.”

A entidade vai propor a distribuição em clubes e raves de material impresso de “redução de danos” (abordagem que recomenda cuidados ao usuário de drogas, para evitar danos maiores, em vez de simplesmente condenar o uso).

O estudo vai monitorar 200 usuários de drogas entre 18 e 39 anos.

Americanos monitoram drogas em... Porto Alegre!

Sem mais artigos