A projeção dos analistas do mercado financeiro para a inflação oficial, medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), em 2010, subiu pela terceira semana seguida, segundo o boletim Focus, divulgado nesta segunda-feira (8) pelo Banco Central.

Há uma semana, a projeção era de 4,62% e agora subiu para 4,78%, estimativa acima do centro da meta para este ano, que é de 4,5%, com dois pontos percentuais a mais ou a menos.

Cabe ao BC perseguir a meta de inflação e para isso usa como instrumento a taxa básica de juros, a Selic, que atualmente está em 8,75% ao ano. Ao final de 2010, a previsão é de que a taxa alcance 11,25% ao ano, a mesma estimativa há três semanas. Ao final de 2011, a Selic deve ficar em 11% ao ano – projeção que também é mantida há três semanas.

O boletim Focus também mostra que a expectativa para a inflação em São Paulo, medida pelo Índice de Preços ao Consumidor (IPC), da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), passou de 4,50% para 5,04%.

Para o Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI) a alta foi de 4,60% para 5,13%, em 2010. No caso do Índice Geral de Preços de Mercado (IGP-M), neste ano, a projeção subiu de 4,80% para 4,84%.

A projeção de todos esses índices – IPCA, IPC-Fipe, IGP-M e IGP-DI  – para 2011 é de 4,5%.

A expectativa para os preços administrados, neste ano, foi mantida em 3,5% e para 2011 permanece em 4,3%. Os preços administrados são aqueles cobrados por serviços monitorados, como combustíveis, energia elétrica, telefonia, medicamentos, água, educação, saneamento e transporte urbano coletivo.

O boletim Focus é uma publicação semanal do Banco Central (BC), elaborada com base em projeções dos analistas do mercado financeiro para os principais indicadores da economia.

Analistas elevam projeção da inflação para 2010

Sem mais artigos