Seis das dez baleias resgatadas na terça-feira (24/03) após ficarem encalhadas no sudoeste da Austrália voltaram a ficar retidas hoje na mesma praia de onde foram devolvidas ao mar.

Os animais pertencem ao grupo de 70 baleias e golfinhos que apareceram na segunda-feira na costa da baía de Hamelin, 300 km ao sul de Perth, capital do estado da Austrália Ocidental.

Do total, 59 morreram e dez continuam vivos, embora sofram com ferimentos e estresse. Veterinários chegaram a ser obrigados a sacrificar algumas animais.

Uma equipe de especialistas do departamento de Meio Ambiente estadual e voluntários transportaram em caminhões as dez baleias – que têm em média 6 metros e pesam 3,5 toneladas – até a baía de Flinders, onde foram devolvidas ao mar.

Porém, esta manhã um helicóptero descobriu que seis dos animais tinham voltado a ficar encalhados em uma área de difícil acesso.

No início do mês, outras 200 baleias, das quais apenas 50 se salvaram, ficaram encalhadas na pequena ilha de King, frente às costas da ilha de Tasmânia, um fato cada vez mais comum no sul da Austrália.

Cientistas desconhecem a razão que leva algumas espécies de baleias a encalhar, mas imaginam que os animais podem ser atraídos por sonares de grandes navios ou que sigam um líder doente e desorientado.

Sem mais artigos