O governo norte-americano iniciou na última segunda-feira (5), a campanha de vacinação contra a gripe suína. Já no Brasil, o Ministério da Saúde afirmou que o país vai gastar R$ 2 bi para prevenção e combate da gripe suína.

Da verba aprovada, R$ 1,06 bilhão serão destinados para a aquisição de vacinas contra o vírus H1N1, causador da gripe suína.

Em entrevista à JP, o infectologista e diretor do Hospital Emílio Ribas, David Uip explicou que os primeiros a serem vacinados são médicos, enfermeiras e outros funcionários da área de saúde, considerados prioritários na campanha de imunização contra o novo vírus e vão receber uma dose da vacina Flu Mist, em forma de spray nasal.

O médico revelou que o governo norte-americano pretende imunizar ao menos metade da população antes da chegada do inverno no hemisfério Norte e de uma possível segunda onda da doença.

Sobre a vacina produzida no Brasil, ele salientou que há uma boa perspectiva e acredita que no primeiro semestre do próximo ano, ela já esteja disponível.

Além da aquisição de vacinas, o recurso disponibilizado pelo governo será utilizado em equipamentos para hospitalização, material de diagnóstico, aumento do número de leitos de Unidade de Terapia Intensiva e capacitação de profissionais de saúde.

A proposta do ministério é que a campanha aconteça antes da chegada do inverno, na mesma época da imunização para a gripe comum.

Sem mais artigos