O brasileiro Lindolfo Thibes, 48, foi condenado a 109 anos de prisão na última sexta-feira (17), em Los Angeles. Thibes foi acusado de abusar sexualmente da filha desde que ela tinha seis anos, que hoje tem 29.

Devido aos abusos, os dois tiveram três filhos, atualmente com 4, 7 e 11 anos. Segundo o jornal Los Angeles Times, o caso foi descoberto em 2005, com um chamado de emergência de violência doméstica: um homem havia esfaqueado a namorada no estacionamento de um hospital em Las Vegas, Estado de Nevada.

Quando os detetives começaram a investigar, descobriram que o agressor era o pai da vítima, que o acusou de molestá-la sexualmente por quase duas décadas.

Sem mais artigos