Nesta terça-feira (18), o Ministério da Saúde lançou a campanha Muito prazer, sexo sem DST, mais uma medida do governo para alertar a população sobre os riscos e formas de prevenção das doenças sexualmente transmissíveis.

Entre as novidades da nova campanha, tem um site que permite aos usuários enviarem cartões virtuais (fotos) – anônimos ou indentificados – para alertarem seus parceiros sobre algum tipo de DST. Os cartões levam a seguinte mensagem:

“Oi! Não sei se essa é a melhor forma de dizer, mas descobri que tenho uma DST (Doença Sexualmente Transmissível). Fui numa Unidade de Saúde, procurei um médico e já estou me tratando. Acho que você deveria fazer o mesmo”.

Em nota, Mariângela Simão, diretora do Departamento de DST e Aids do Ministério da Saúde, afirmou que “em geral, as pessoas têm muita dificuldade de contar que estão infectadas. As novas tecnologias de comunicação ajudam a enfrentar essas doenças de forma direta e com o mínimo possível de exposição”.

Segundo dados do Ministério da Saúde, cerca de 10 milhões de brasileiros já tiveram alguma doença sexualmente transmissível. A maioria é de homens, 6,6 milhões; as mulheres somam 3,7 milhões.

Sem mais artigos