Em agosto de 2008, a UniÍtalo, centro universitário de São Paulo, passou a criar horários alternativos de seus cursos para as pessoas que saem muito tarde do trabalho ou não possuem tempo durante o dia.

Atualmente, o centro universitário possui mais de uma opção de horário alternativo. Como o curso de administração de empresas, que foi inaugurado no segundo semestre de 2007 e vai das 5h45 às 8h30.

Em janeiro deste ano, a UniÍtalo também criou uma segunda opção de horário, das 23h à 1h45; abriu mais quatro turmas; e acrescentou cursos de tecnologia de recursos humanos e pedagogia.

Para divulgar os cursos e atrair mais alunos, as mensalidades para quem opta por estes horários ficam bem mais em conta e saem cerca de 50% a menos do preço convencional.

No total, são 180 alunos que optaram pelos horários nada convencionais. A carga horária é a mesma dos cursos diurnos, porém, redistribuída. A conclusão do curso se dá em 22 semanas, com aulas de três horas, e não em 17 semanas, com aulas de quatro horas.

Autorização do MEC

Ao contrário das faculdades, os centros universitários possuem autonomia para criar um horário alternativo sem a autorização do MEC. Entretanto, mesmo com a questão da autonomia, esses cursos também são avaliados pelo Ministério da Educação.

Sem mais artigos