Uma comissão criada pela Câmara Municipal de Angra dos Reis (RJ) vai acompanhar o cumprimento do termo de compromisso firmado em maio deste ano pela Eletronuclear e a prefeitura local, no valor de R$ 150 milhões, referente às compensações socioambientais da construção da Usina Nuclear Angra 3.

A comissão é integrada por cinco vereadores e será instalada na próxima terça-feira (15). Os recursos relativos às compensações de Angra 3 serão investidos até 2014, prazo em que se prevê a entrada em operação da nova unidade da Central Nuclear Almirante Álvaro Alberto.

O presidente da comissão, Ilson Peixoto, diz que o objetivo, além de fiscalizar o cumprimento dos investimentos acordados, é garantir total transparência das ações à população da região. A comissão pretende realizar três seminários em bairros situados no entorno da usina. Saúde e saneamento deverão concentrar os primeiros projetos de compensações ambientais de Angra 3.

“O povo tem muita dificuldade de acompanhar essas falas dos entes públicos, mesmo com toda a vontade da Eletronuclear e da prefeitura de informar. Quais são as condicionantes? Aonde vai ficar o esgoto?  Quais são as obras feitas? Isso vai representar realmente uma mudança nos indicadores de balneabilidade das praias?”, disse.

Comissão municipal acompanha compensações ambientais na construção de Angra 3

Sem mais artigos