O presidente do Conselho de Ética, senador Paulo Duque (PMDB-RJ), determinou o arquivamento de quatro das cinco denúncias apresentadas pelo líder do PSDB, Arthur Virgílio (AM) contra o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP). Ele argumentou que não foi apresentado documento que comprovasse o envolvimento de Sarney nas supostas irregularidades.

A mesma justificativa embasou o indeferimento das representações do P-SOL contra o presidente do Senado e o líder do PMDB, senador Renan Calheiros (AL), por supostas irregularidades administrativas no Senado. Duque afirmou que o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu que matérias publicadas na imprensa não podem ser aceitas para efeito de prova judicial.

Duque acabou de encerrou a sessão do conselho, às 10h20, e não anunciou quando será realizada nova sessão para a continuação de apreciação das demais denúncias e representações.

Conselho de Ética arquiva 4 denúncias contra Sarney

Sem mais artigos