Jairo Paes Lira (PTC-SP) assumiu nesta terça-feira (24), na Câmara dos Deputados, a vaga aberta após a morte de Clodovil Hernandes (PR-SP). Conservador, contra a união entre homossexuais e o aborto, o deputado tem um perfil oposto ao do estilista, que faleceu na semana passada por complicações de um derrame cerebral.

Eleito com cerca de 7 mil votos, Lira deve priorizar projetos ligados à segurança pública e “lutar pela preservação da família como a Constituição manda” em seu mandato. O deputado é coronel da reserva da Polícia Militar, com mais de 35 anos de serviços prestados à PM (Polícia Militar).

Lira disse que, se caso assuma o posto de Clodovil, irá mudar a decoração do gabinete que era ocupado por seu antecessor. A sala do estilista era adornada por uma mesa de vidro, cujo pé é uma ‘naja’ – a ‘cobra Marta’, como dizia – e os quadros são pintados pelo próprio Clodovil.

Em 2006, Clodovil Hernandes foi eleito deputado pelo Partido Trabalhista Cristão com quase meio milhão de votos. Apesar de ter recebido apenas 7 mil votos, Lira disse que a quantidade de votos não é um problema para a sua posse, pois essa está dentro das regras do sistema eleitoral proporcional.

Sem mais artigos