Apesar de 2008 ter marcado na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) o seu maior índice da história, o mercado interno já vivia a expectativa de uma crise internacional. Uma prova disso foi a queda brusca no número de ofertas públicas iniciais de ações (IPO, na sigla em inglês). De acordo com o site da Bovespa, foram apenas quatro desse tipo de ofertas em 2008.

Quando as empresas abrem capital, elas transferem aos investidores parte do seu controle acionário (caso o aplicador tenha adquirido Ações Ordinárias, do contrário, ele só terá preferência na distribuição de proventos, não participando da tomada de decisões). Em troca, as companhias abertas recebem dinheiro para seus investimentos e se financiam, podendo, então, expandir seus negócios.

Empresa de Capital Aberto é a definição para uma sociedade anônima no qual capital social é formado por ações, que são livremente negociadas no mercado sem necessidade de escrituração pública de propriedade, quando o negócio é feito para pessoas físicas. Os compradores são proprietários apenas de uma parte ideal da empresa e respondem por dívidas assumidas apenas em função do valor de mercado de sua participação.

A única diferença entre uma empresa que tem capital aberto e uma que tem capital fechado, de tamanhos semelhantes, é apenas contábil. Na grande maioria das companhias, um ou dois sócios controlam a maior parte do capital da empresa e controlam como uma empresa de capital efetivamente fechado.

Existe também o caso de granes empresas onde o controle acionário é dividido entre diversos executivos e diretores, que são subordinados a um conselho de acionistas, que serve para definir a direção que a companhia deve tomar.

Em grandes empresas onde o controle do capital é distribuído os executivos diretores são subordinados ao conselho dos acionistas (sócios) para que a empresa tome a direção que lhes parece melhor.

Há também as empresas de capital diluído, onde os principais executivos são sócios por meio o recebimento de ações da companhia. Eles agem efetivamente alinhados com os seus interesses com a empresa em que trabalham.

Ano                     IPOs

2009                         0
2008                         4
2007                       64
2006                       26
2005                         9
2004                         7

Fonte: Bovespa

Sem mais artigos