A cúpula do Democratas (DEM) está reunida neste momento, na residência oficial do governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda, acusado de comandar um suposto esquema de desvio e distribuição de recursos públicos à base aliada do governo.

Além do presidente nacional do partido, deputado Rodrigo Maia (RJ), participam da reunião os senadores Heráclito Fortes (PI), Demóstenes Torres (GO) e Agripino Maia (RN) e os deputados Ronaldo Caiado (GO) e ACM Neto (BA).

O senador Heráclito Fortes foi o único a falar com a imprensa e se limitou a dizer que os parlamentares estavam no local para ouvir as explicações de Arruda a respeito das acusações que se tornaram públicas na última sexta-feira (27), quando a Polícia Federal deflagrou a Operação Caixa de Pandora.

Na entrada da residência oficial, os parlamentares foram saudados por um manifestante solitário que disse estar indignado com as respostas do governador às denúncias.

“Eles podem estar precisando neste momento difícil”, disse Ivan Rodrigues, servidor público da área de saúde do DF.

“Faltam respiradores na UTI [Unidade de Tratamento Intensivo], as ambulâncias estão em situação ruim, é um caos geral e eles brincando com a saúde da população que também deveria vir para cá ajudar nesse coro [pelo afastamento de Arruda do cargo]. Isso é uma safadeza das maiores e quem frauda painel rouba dinheiro público”, disse o servidor que estava de jaleco de enfermeiro e usava um boné do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU).

Cúpula do DEM se reúne para "ouvir explicações" de Arruda

Sem mais artigos