A Cúpula do Grupo dos Vinte (G20, que reúne os países mais ricos e os principais emergentes) começou hoje oficialmente com a realização da primeira reunião de chefes de Estado e de Governo, que esperam lançar uma mensagem de unidade.

A sessão foi inaugurada pelo primeiro-ministro do Reino Unido e anfitrião da reunião, Gordon Brown, que disse ser “uma oportunidade” para que os países busquem de forma conjunta “a maneira de reconstruir a economia global” e constatem que “os problemas mundiais precisam de soluções globais”.

Os líderes posaram para uma foto antes da reunião, que está prevista que se estenda até 9h (Brasília), quando os líderes farão uma pausa para o almoço e voltarão a se reunir para encerrar a cúpula.

Em coletiva de imprensa por volta das 11h30 (Brasília), Brown divulgará o comunicado final da cúpula, que começou marcada pelas diferenças entre Estados Unidos e países europeus, sobretudo França e Alemanha, a respeito da melhor maneira de fazer frente à crise econômica.

Sem mais artigos