Um levantamento realizado pelo instituto Datafolha entre os dias 14 e 18 de dezembro aponta o ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB) como o favorito à sucessão de José Serra (PSDB) no Palácio dos Bandeirantes na eleição de 2010. Segundo o Datafolha, que divulgou o resultado da pesquisa nesta segunda-feira (21), Alckmin aparece com pelo menos 50% das intenções de voto em todos os cenários. O tucano foi confrontado pelos candidatos Antônio Palocci (PT), Marta Suplicy (PT) e Ciro Gomes (PSB).

Ciro Gomes, quando é incluído, varia de 14 a 16%, enquanto Marta Suplicy recebeu 14% das indicações. A vitória também seria definida no primeiro turno se o governador José Serra decidir buscar a reeleição – ele aparece com 44% de intenções de voto contra 19% para Marta Suplicy. No confronto com Palocci, Serra aparece com 55% contra apenas 7% do petista.

O levantamento foi realizado com 2.050 pessoas em 56 cidades. A margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.

No Rio de Janeiro, a liderança é do governador Sérgio Cabral (PMDB), que oscila entre 36% e 39%, sendo que os outros candidatos incluídos são Antonhy Garotinho (PR), que chega a ter 24% das escolhas, o prefeito de Nova Iguaçu, Lindberg Farias (PT), que fica abaixo dos 10%, e o ex-governador César Maia (DEM), na casa dos 13%.

Em Minas Gerais, a liderança é de Hélio Costa (PMDB), ministro das Comunicações, que atinge 31% das escolhas no cenário considerado mais viável, contra 19% para o ex-prefeito de Belo Horizonte Fernando Pimentel (PT) e 10% para o atual vice-governador, Antonio Anastásia (PSDB).

Sem mais artigos