Durante o segundo dia da 15ª Conferência das Nações Unidas Sobre Mudanças Climáticas (COP-15), a Organização Mundial de Meteorologia alertou que esta é a década mais quente desde que o registro começou a ser feito, em 1850. As informações são da agência portuguesa Lusa.

De acordo com a organização, 2009 poderá ser considerado o ano mais quente de todos os tempos, com destaque para localidades como a África e a Ásia Central. Os dados definitivos só serão conhecidos em março do próximo ano.

De acordo com a BBC Brasil, o período de 2000 a 2009 superou em 0,40 grau Celsius (°C) a média de 1961 a 1990, de 14ºC. Para a organização, os dados mostram que o argumento de que o aquecimento global foi interrompido é “falho”.

Segundo o estudo, 2009 foi um ano de temperaturas acima do normal na maioria dos continentes. Na América do Sul, na Austrália e no Sul da Ásia, ocorrências de calor extremo chamaram a atenção. Entre março e maio, foram registradas temperaturas diárias que chegaram a 30ºC e a 40ºC e que bateram recorde diversas vezes.

Sem mais artigos