A cantora teen Demi Lovato quer chamar a atenção do governo americano para os problemas de assédio moral nos colégios. Segundo o site Contactmusic, Demi não está falando apenas por altruísmo, já que ela deixou a escola aos 16 anos e começou a estudar em casa para evitar ser vítima de bullying.

Segundo o site, Demi resolveu entrar em ação quando viu o depoimento de uma garota de 11 anos que se suicidou por não suportar mais o assédio dos colegas. “Algo tem que ser feito. Fico pasma como as escolas se recusam a criar sanções para alunos que cometem assédio verbal”, escreveu a cantora em seu Twitter. Demi também afirmou que ainda não consegue falar de suas experiências no colégio. “Não consigo explicar o que foi para mim sair da escola pública e começar a estudar em casa. Só o que sei agora é que algo que você fala pode afetar o outro pelo resto da vida”.

Sem mais artigos