O Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais divulgou, nesta terça-feira, que o desmatamento na região da Floresta Amazônica chegou a 247,6 km² entre outubro e novembro do ano passado, o que corresponde a aproximadamente 150 vezes o Parque do Ibirapuera, em São Paulo, resultado abaixo do registrado em setembro, quando o desmatamento foi de 400 km², ainda que a cobertura de nuvens tenha sido menor no nono mês do ano, ampliando a área de atuação dos satélites.

Na comparação com os mesmos meses de 2008, o resultado também foi melhor, pois o corte de árvores chegou, em outubro e novembro do ano anterior, a 894 km² de devastação, com a redução batendo na casa de 70%. As nuvens impediram a medição em dezembro, mas a devastação chegou a 175,5 km² em outubro, caindo para apenas 72,1 km² no mês seguinte. Liderando a lista, o Pará registrou desmatamento de 68 km² (39% do total) em outubro e de 40 km² (56%) em novembro.

Desmatamento da Amazônia cai no fim de 2009

Sem mais artigos