Um total de 1,318 mil casos deu resultado positivo para a nova gripe no Equador, onde 67 pessoas morreram por causa do vírus A(H1N1), confirmou hoje o Ministério da Saúde equatoriano.


 


Segundo uma nota do Ministério publicada em seu site, a maior quantidade de casos confirmados por laboratório foi registrada na província de Guayas, com 366, seguido por Pichincha, com 342.


Em seguida, vêm as províncias de Loja, com 128 casos; Manabí, com 81, e Azuay, com 65 casos.


 


Também tem um alto número de doentes confirmados a província de Chimborazo, com 54 casos, seguida por El Oro, com 49, enquanto nas outras províncias a incidência é menor.


 


O relatório acrescenta que, das 67 mortes registradas em todo o país, 24 ocorreram em Pichincha e 11 em Guayas.


 


Também houve falecimentos em Loja (6), Chimborazo (4), El Oro (4), Manabí (4), Tungurahua (2), Azuay (3), Cotopaxi (1), Zamora Chinchipe (1), Imbabura (2), Santa Elena (2), Santo Domingo (2), e Galápagos (1).

Equador confirma 67 mortes pela gripe

Sem mais artigos