Eleita uma das mulheres mais sexy do mundo, o estado de saúde da cantora Cheryl Cole permanece grave. Diagnosticada com malária no início do mês após uma viagem à Tanzânia, a artista quase morreu no último fim de semana. Segundo informações do site britânico News of the World, Cheryl continua respirando com a ajuda de aparelhos em um hospital na cidade de Londres, na Inglaterra.

De acordo com um amigo próximo, a vocalista da banda Girls Aloud está muito fraca, visto que a doença tomou conta completamente de suas resistências. Alternando momentos de lucidez e inconsciência, Cole tem falado muito pouco.

A malária pode causar falência dos rins, coma e levar à morte caso não seja tratada de forma correta. A previsão é que a compositora permaneça por mais duas semanas internada na clínica e ainda fique em quarentena por dois meses. Cheryl ainda apresenta água nos pulmões e hemograma com resultados baixos.

O novo trabalho da cantora, previsto para ser um dos grandes álbuns do natal americano, precisou ser adiado em decorrência do problema de saúde da artista.

Sem mais artigos