O futebol brasileiro amanheceu de luto nesta segunda-feira (dia 6). O ex-presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Giulite Coutinho, sofreu uma parada cardíaca no último sábado, no Rio de Janeiro, não resistiu e faleceu aos 87 anos.

Conhecido pela fama de autoritário, Coutinho, que esteve no comando da CBF por seis anos (de 1980 a 1986), ficou internado em um hospital da capital carioca para realizar uma cirurgia na boca. Acabou tendo uma hemorragia no local da cirurgia e em seguida a parada cardíaca.

Giulite Coutinho foi cremado no domingo, em cerimônia para familiares e amigos mais próximos. Além de presidir a CBF, Coutinho também comandou o América-RJ, seu clube do coração, e foi homenageado dando nome ao estádio do time.

Sem mais artigos