Nesta edição da Top Magazine, a escritora e apresentadora de TV, Fernanda Young, confessa as dores e delícias de ser quem é. Irritada ou irritante, ela fala sobre sua vida, seu jeito e quando questionada  sobre solidão, garante que “o cú d’alma não tem filho, sapato, bofe, mulher, nada do externo que preencha. Só a gente mesma”.

E assume ficar impressionada com as pessoas reclamando de dores do amor: “Eu me preocupo mais com os amantes rejeitados do que com os órfãos de guerra”. Além de deixar claro na entrevista que não suporta cocaína: “Não tolero gente cheirada. De forma geral, não gosto de estar em ambientes com pó”.

Em “Perfil”, Selton Mello, fala sobre seus gostos, influências e carreira cinematográfica, incluindo os novos projetos (filmes: Mulher Invisível e Jean Charles).

Em entrevista na sessão “Personagem”, Roberto Minczuk, maestro consagrado da música erudita nacional, conta como divide o tempo entre as duas grandes orquestras cariocas que dirige e os convites por todo o mundo.

Um bate papo sobre a crise financeira e a contextualização da moda no cenário sócio-político atual ficou por conta do estilista Ronaldo Fraga.

A parte de gastronomia tem como personagem o crítico de gastronomia da Folha de SP Josimar Melo, crítico de gastronomia da Folha de São Paulo, explica porque alguns chefs e donos de restaurantes têm medo de convidá-lo para avaliação de seus pratos e conta sobre o programa que estreará na National Geographic Channel.

Ainda nesta edição, Top Ten destaca o Cirque du Soleil, que inicia uma turnê pelo Brasil esse mês.

Fernanda Young é capa da Top Magazine de junho

Sem mais artigos