A diretoria do Corinthians e a G7 Cinema exibiram na manhã desta quarta-feira (1º de abril) o filme “Fiel”, documentário feito em homenagem à torcida corintiana, em uma sessão exclusiva para a imprensa em um shopping da capital paulista. Marcado para estrear no cenário nacional no dia 10 de abril, o longa metragem alvinegro traz em destaque a relação apaixonada dos torcedores desde a queda para a Série B do Campeonato Brasileiro em 2007 até a ascensão e o retorno à elite do futebol, em 2008.

Com duração de 92 minutos, o filme dirigido por Andréa Pasquini, produzido por Gustavo Ioschpe e roteiro de Marcelo Rubens Paiva e Serginho Groisman é praticamente um diálogo entre os integrantes do “bando de loucos”, como contou a diretora do documentário durante a coletiva.

“Os entrevistados sempre conversavam durante as filmagens para saber que havia sofrido mais em cada partida”, disse Andréa Pasquini. “A história que queríamos contar no filme era realmente a dos torcedores. E conseguimos”, completou.

Já o escritor Marcelo Rubens Paiva, um dos roteiristas do filme, explicou como funcionou a escolha das pessoas que protagonizariam, indiretamente, o longa. “Os torcedores foram selecionados pelas histórias de cada um. Mas o foco principal foi o emocional”, afirmou Paiva, emendando com um esclarecimento sobre a forma que o projeto foi direcionado. “O filme teve duas linhas narrativas, a partida contra o Grêmio e o jogo contra o Ceará”.

Outra peça fundamental da montagem e criação do documentário corintiano foi o apresentador Serginho Groisman. Responsável por parte do roteiro, ele contou o porque o filme segue uma linha sem um narrador fixo. “O sofrimento faz parte do DNA do corintiano, não é por acaso que o filme é narrado pela torcida. Isso diferencia os torcedores do Corinthians”.

O início de tudo

“Eu e o Andrés tínhamos traçado dois objetivos após a eleição. Fazer um filme homenageando a torcida e conquistar a Libertadores de 2010. Já conseguimos realizar o primeiro…”. Foi assim que o vice-presidente de marketing do Corinthians, Luis Paulo Rosemberg, iniciou a entrevista coletiva.

Questionado sobre se existiu alguma cobrança por parte da diretoria para que o filme saísse da forma “ideal”, Rosemberg foi direto. “Pedimos para que fosse capturado esse ‘milagre’ que é a fiel torcida corintiana”.

Totalmente emocionado ao falar sobre o documentário, o dirigente exaltou a torcida corintiana sem tripudiar. “Corintiano é assim mesmo, não existem limites para a nossa loucura”, afirmou o vice-presidente, que não se conteve. “Quem é corintiano vai se emocionar. Eu chorei até no trailer, o que dirá no filme”.

Nos cinemas e em DVD

Marcado para estrear no cenário nacional no próximo dia 10, o filme “Fiel” terá uma pré-estreia no dia 06 de abril apenas para convidados da diretoria corintiana. Simultaneamente com a exibição nos cinemas, o documentário será vendido através do site oficial do Corinthians.

Sem mais artigos